top of page

Gabriela Gama

MLK_2516.jpg
Gabriela Gama é atriz, diretora e produtora. Graduada em Artes Cênicas pela Escola Superior de Artes Célia Helena, formada em Arte Dramática pelo SENAC e cursando MBA de Comunicação e Marketing na USP. É co-fundadora do Aulas Teatro Online - atividade teatral online desenvolvida na pandemia de Covid-19. Como diretora assinou a Trilogia: no teatro Labirinto TransFeminino, Labirinto Feminino com estreia no Festival Mix Brasil e Labirinto Imersivo (Realidade Virtual para óculos 3D) no MIS. Como Atriz seus principais trabalhos são: Fortes Batidas dirigido por Pedro Granato – Com o qual ganhou o PRÊMIO APCA, PRÊMIO FEMSA; Wastwater de Simon Stephens, dirigido por Fernando Vilela com temporadas em Buenos Aires e São Paulo; Ópera O Cavaleiro Da Rosa de Richard Strauss com direção de Pablo Maritano no Theatro Municipal de São Paulo; 2 Palitos ou A Fantástica Insensatez Da Existência dirigido por Luccas Papp com 8 temporadas; Eu Nunca dirigido por Júlio Oliveira, esteve entre os 10 melhores textos jovens, com 4 temporadas e apresentação na Fundação Casa de Cotia; Fez parte das Intervenções Submersas, no SESC Pompeia, atreladas a peça CASA SUBMERSA da Velha Companhia. Participou do treinamento de atores do Théâtre du Soleil de Ariane Mnouchkine na passagem da cia pelo Brasil. Recentemente protagonizou a série Velhas Amigas, com estreia na Netflix e agora exibida pela Prime Vídeo; Série Carcereiros, com direção geral de José Eduardo Belmonte exibida pela Globoplay. Em 2020 assinou a produção da peça Divinas Divas, com direção de Robson Catalunha, no Theatro Municipal de São Paulo. Produziu ao lado de Ricardo Grasson a peça Somos Tão Jovens no Centro Cultural de Diversidade. Fez também a Produção Local dos espetáculos JIM, protagonizado por Eriberto Leão e Um Amor de Vinil, protagonizado por Françoise Forton.

Gabriela

Gama

bottom of page